Instituição de resgate mnemônico da história municipal de Esperança, Parahyba

Pesquisar este blog

sábado, 20 de junho de 2015

Origens do ensino em Esperança

1899: Existia na povoação de Esperança uma cadeira (sala de aula) de ensino para o sexo masculino, uma para o sexo feminino e outra para o ensino noturno. Os garotos assistiam aulas com o professor Antônio de Albuquerque Lima, as meninas com Maria Augusta Sobreira de Carvalho. Era capelão o Padre Bento Maria Borges. O corpo de polícia estava assim organizado: Firmino Porfírio Delgado (delegado), Sebastião Nicolau da Costa, Manoel Veríssimo Ferreira Gil e Elísio Augusto de Araújo Sobreira (suplentes). Juízes de paz: Thomaz Rodrigues de Oliveira, José Maria Ferreira Pimentel, Clemente Alves Bezerra e Vital José Pereira. Agente dos correios: Dona Martiniana G. Gomes.

Rau Ferreira

Leia também: